loading...
- - -
Amérique Latine Portail Européen
REDIAL Réseau Européen d'Information et Documentation sur l'Amérique latine
CEISAL Conseil Européen de Recherches Sociales sur l'Amérique latine
Référence précédente

Proposta de um conceito de aprendizagem para a era digital

Référence suivante
Article de revueForesti, Andressa; Teixeira, Adriano Canabarro. (Univ. Passo Fundo, Inst. Ciências Exatas e Geociências, Brasil). Proposta de um conceito de aprendizagem para a era digitalRevista Latinoamericana de Tecnología Educativa (RELATEC), 2012 vol. 11 no. 2 p. 55-68. Mots-clés:
Brésil
Education | Information, communication, médias
Aprendizaje; Enseñanza asistida por ordenador; Enseñanza virtual; Internet; Nuevas tecnologías aplicadas a la Educación

Résumé :

[PT]Este artigo tem como objetivo recompilar os conceitos de aprendizagem de Paulo Freire, Seymour Papert e George Siemens para a proposta de um conceito de aprendizagem para a era digital. Nesse entendimento, constatase que Freire defende uma educação problematizadora, tendo como principais elementos: conscientização, reflexão e ação, cujas teoria e prática, indissociáveis, fundamentam a práxis. Os sujeitos assumem um papel fundamentado em uma metodologia conscientizadora e dialógica. Papert fundamentase na inserção dos computadores em sala de aula, tendo como principal elemento a interação que, através do processo da experiência, podese criar um contexto propício para descobertas e de motivação ao diálogo, cujos sujeitos exercem um papel de leitura do mundo e resolução de problemas. Siemens é adepto da teoria de aprendizagem conectivista, que ocorre através das redes de conexões que o sujeito forma, tendo como principal elemento a capacidade de formar conexões e o reconhecimento de padrões. Relacionando as ideias desses três autores e como resultado deste estudo, evidenciase que a aprendizagem na era digital deve ter como principal elemento a criação de estratégias eficazes, tendo como processo constituinte a autoria colaborativa, a conectividade e a interatividade, dentro de um contexto de interação, comunicação e feedback. Os educandos devem assumir um papel de nó ativo na rede e o educador promover e orientar a aprendizagem, com vistas à inteligência coletiva.

Autres articles du numéro

Voir aussi

Ceisal Redial © REDIAL & CEISAL. Responsabilité éditoriale: Araceli García Martín - AECID (Madrid, España),
Jussi Pakkasvirta - Ceisal (Helsinki, Finlandia).
Développement: Olivier Bertoncello Data Consulting    Hébergeur: CCIN2P3