loading...
- - -
América Latina Portal Europeo
REDIAL Red Europea de Información y Documentación sobre América Latina
CEISAL Consejo Europeo de Investigaciones Sociales de América Latina
Revista Revista Latina de Comunicación Social

Revista Latinoamericana de Tecnología Educativa (RELATEC)

Revista Revista letral

Año: 2004 vol. 3 n. 2

Lacerda Santos, Gilberto; Braga, Camila Brasil. O uso do computador na educação infantil: Um estudo de caso no Distrito Federal. [Trad. El uso del ordenador en la educación infantil: Un estudio de caso en el Distrito Federal] p. 10-28 Brasil
Informática educativa, educación infantil, representaciones docentes, modos de uso de la computadora

Resumen

O texto apresenta resultados de pesquisa de iniciação científica desenvolvida nos anos de 2002, 2003 e 2004 por meio da qual foi realizado um mapeamento de instituições de educação infantil do Distrito Federal que têm laboratórios de informática, um levantamento de representações de professores acerca da informática educativa e um estudo de modalidades de uso do computador na educação infantil. A investigação adotou abordagens qualitativas e quantitativas e suas conclusões indicam uma grande carência de ações de uso do computador na educação infantil, apesar da existência de posturas positivas por parte dos professores. O estudo denuncia a grave disparidade entre as realidades das redes pública e particular de educação infantil e evidencia a necessidade de intervenção do poder público nesse campo.

Lima, Maísa Pieroni de. Comunidades de Aprendizagem em Meios Organizacionais. [Trad. Comunidades de aprendizaje en medios organizacionales] p. 29-40 Brasil
Comunidades de aprendizaje, Nuevas tecnologías de información y comunicación, Redes telemáticas, Construcción del conocimiento, Educación, Administración

Resumen

A partir da forte presença das tecnologias de informação e comunicação ‐ TIC no espaço educacional e no mundo do trabalho, vem se criando um campo fértil para o aprofundamento das questões de aprendizagem, surgidas da idéia de construção do conhecimento como uma rede de interações. Foi objetivo deste trabalho analisar a formação e o modo de funcionamento de uma comunidade de aprendizagem, à luz das abordagens teóricas de duas áreas de conhecimento, a Educação e a Administração. Para a realização deste trabalho, utilizou‐se uma abordagem qualitativa, a partir de um estudo de caso junto a um grupo delimitado de indivíduos em uma organização não escolar, cujas interações realizadas para trocar informações, conhecimentos e experiências envolvem o ensinar, o aprender e a construção coletiva do conhecimento em redes informatizadas. Os resultados alcançados apontaram um conjunto de elementos que podem caracterizar uma comunidade de aprendizagem em organizações nãoescolares, como ocorre o compartilhamento de conhecimentos, quais são os conteúdos compartilhados e o processo de construção do conhecimento.

Giordan, Marcelo; Góis, Jackson. Telemática Educacional e Ensino de Química: Considerações em Torno do Desenvolvimento de um Construtor de Objetos Moleculares. [Trad. Telemática educacional y enseñanza de la química: consideraciones en torno al desarrollo de un constructor de objetos moleculares] p. 41-60 Brasil
Representación estructural, simulación, animación, educación en ciencias, enseñanza de la química

Resumen

Neste artigo, tratamos de um aspecto específico da representação de partículas por meio de aplicativos computacionais e como essa forma relativamente recente de representação se insere na educação científica de alunos da escola básica. Inicialmente, abordamos alguns aspectos gerais da representação na química nos apoiando nas contribuições da comunidade de pesquisa em ensino de química. Em seguida, tratamos da representação das partículas também resgatando alguns estudos na área de Educação em Ciências, para então apresentar as contribuições dos estudos sobre o uso de aplicativos de visualização, com ênfase na distinção entre animações e simulações. Na segunda parte, descrevemos as funcionalidades de um aplicativo de construção de objetos moleculares que vem sendo desenvolvido no nosso laboratório e suas primeiras aplicações nas salas de aula do ensino médio.

Toschi, Mirza Seabra. Processos Comunicacionais em EAD: políticas, modelos e teorias. [Trad. Procesos comunicacionales en EAD: políticas, modelos y teorías] p. 85-98 Brasil
Tecnologías de la Educación; Educación a distancia; Modelos comunicacionales

Resumen

Após contextualizar a educação a distância no Brasil, o texto analisa os índices de atendimento de ensino superior colocados no Plano Nacional de Educação e mostra o quadro de necessidades de professores que o país possui. A carência de cerca de 250 mil professores para a educação básica motivou, em parte, os programas de formação de professores na modalidade a distância. A grande maioria de cursos de graduação a distância é de cursos de licenciatura, que formam professores para a educação básica. Tabelas com estatísticas recentes dão mostras de como tem crescido no Brasil as matrículas em cursos de graduação nessa modalidade formativa. Em seguida, reflete‐se sobre as diferenças e semelhanças entre a educação presencial e a educação a distância e se analisa a interação nos cursos a distância on line e de como a mediação é fundamental nos processos educativos e exigem metodologias e materiais que potencializem a autonomia intelectual dos estudantes. É feita ainda uma abordagem sobre as concepções de EAD, na perspectiva da cidade e da fábrica, de Feenberg. Essa compreensão diferenciada de EAD entende que podemos construir uma sociedade que seja regida não pelo modelo da fábrica, obcecada pela eficácia obtida pela mecanização e a gestão, mas sim por uma outra lógica, que é a da cidade, que é o lugar das interações cosmopolitas e onde a comunicação se fortalece. É apresentado também um quadro que sintetiza os modelos de educação a distância. Finalizando o texto, reflete‐se sobre os modelos comunicativos e sua relação com as concepções de educação a distância. Tais modelos são classificados em informacional, semiótico‐informacional e semiótico‐textual. Entretanto, a capacidade comunicativa propiciada pelas tecnologias de base computacional exige um modelo de interação em rede, no qual não há hierarquias e as relações comunicativas se potencializam.

Kenski, Vani Moreira. Reflexões e indagações sobre a sociedade digital e a formação de um novo profissional/professor. [Trad. Reflexiones e investigaciones sobre la sociedad digital y la formación de un nuevo profesional/profesor] p. 99-107 Brasil
Sociedad digital, formación de profesores, profesión docente, tecnologías digitales

Resumen

O presente texto apresenta algumas reflexões sobre as transformações ocorridas na sociedade atual a partir do uso mais constante das tecnologias digitais de comunicação e informação em todos os segmentos sociais. Encaminha também algumas reflexões sobre os desafios que a formação e a ação do professor precisa encarar para poder se situar na nova realidade da ação deste profissional, em tempos de mudança. A partir de um diálogo com posicionamentos de Umberto Eco, procurase refletir sobre a realidade da escola na atualidade, a formação dos professores e a sua atuação em propostas inovadoras de ensino.

Revista Latinoamericana de Tecnología Educativa (RELATEC)
Versión digital gratuita | Semestral | España ISSN versión digital: 1695-288X
Año de creación: 2002

Editor: Universidad de Extremadura, Departamento de Ciencias de la Educación
Dirección: Avda. de la Universidad s/n; 10071 Cáceres

Tiene como objetivo principal ser un puente en el espacio latinoamericano entre expertos, especialistas y profesionales de la docencia y la investigación en Tecnología Educativa. Esta patrocinada por el Dpto. de Ciencias de la Educación de la UEX y la Red Universitaria de Tecnología Educativa (RUTE).
Ceisal Redial © REDIAL & CEISAL. Responsabilidad editorial: Araceli García Martín - AECID (Madrid, España),
Jussi Pakkasvirta - Ceisal (Helsinki, Finlandia).
Desarrollo web: Olivier Bertoncello Data Consulting    Alojamiento web: CCIN2P3