loading...
- - -
Latin America European Portal
REDIAL European Network of Information and Documentation on Latin America
CEISAL European Council for Social Research on Latin America
Review Pensar Iberoamérica. Revista de Cultura

Plural Pluriel. Revue des cultures de langue portugaise

Review Polonicus. Revista de reflexão Brasil-Polônia

Year: 2012 n. 10

Costa, Edil Silva. A voz tradicional na contemporaneidade : considerações sobre a cultura popular em Matarandiba, BahiaIn  Matos, Edilene (Ed.) Imaginaires de la voix Brasil

Summary

Propomos algumas reflexões a respeito da permanência da voz tradicional na Vila de Matarandiba, uma comunidade de caráter tradicional, localizada na contracosta da Ilha de Itaparica, próxima de Salvador, Capital do Estado da Bahia, Brasil. Pretendemos analisar como a referida comunidade, dispondo de todos os recursos tecnológicos e tendo acesso à cultura de massa, mantem suas tradições e de que modo a cultura oral tradicional vai se (re)construindo a partir das relações com a cultura do espetáculo. A tradição oral, nesse emaranhado de significações, aparece como um elemento vivo, refletindo um aspecto da identidade cultural da vila, que transita entre suas tradições e a cultura de massa. Como pressupostos teóricos que nortearão o desenrolar desta pesquisa tomamos Alcoforado (1990), Canclini (2008), Zumthor (2010), entre outros.

Segolin, Fernando. A poética de Luis Serguilha: corpo e voz no silêncio do verboIn  Matos, Edilene (Ed.) Imaginaires de la voix Brasil

Summary

A poesia deita raízes nas primeiras manifestações ritualísticas do homem. Nas origens, é irmã do canto e da dança, e a palavra poética nasce vinculada à performance e ao teatro. A poesia de Serguilha, um dos expoentes do experimentalismo no Portugal de hoje, é uma tentativa contemporânea e radical de recuperar a natureza corporal e coreográfica dos momentos inaugurais da prática poética. Em sua poesia bailarina e musical, a escritura poética se inscreve como partitura e dança no palco da página, com o objetivo de exibir, nas tramas do texto, a palavra que não diz, mas que se materializa em silêncio babélico e êxtase iluminador.

Silveira, Maria Claurênia Abreu de A. Adivinhas e motivadores de leitura : folhetos de cordel em performanceIn  Matos, Edilene (Ed.) Imaginaires de la voix Brasil

Summary

Neste artigo pretende-se analisar folhetos de cordel em que a adivinha, gênero também reconhecido como adivinhação, constitui o ponto central da narrativa. Esses folhetos são aqui abordados como gênero literário motivador de atividades de leitura, em que se busca desenvolver, de forma integrada, as aptidões de ouvir, falar, ler e escrever, considerando a performance (Zumthor, 1997, 1993) como forma de desenvolver trocas orais entre quem diz lê e quem recebe ouve. A performance de quem motiva atos de leitura, na escola, é observada, com vistas a antecipar resultados e investir na continuidade do contato do leitor com variados gêneros textuais.

Reinaldo, Gabriela. Canto e plumagem – a música na obra de Guimarães RosaIn  Matos, Edilene (Ed.) Imaginaires de la voix Brasil

Summary

A música na obra de João Guimarães Rosa assume os mais diversos sentidos. Música ligada à memória e ao esquecimento, como aparece no Grande sertão: veredas; música oracular de Laudelim (Recado do Morro /Corpo de Baile) e de Siruiz (Grande sertão: veredas); como redenção para o corpo e para o espírito que cura Miguilim de sua tristeza e Cara-de-Bronze de sua solidão (Corpo de Baile); música como forma de linguagem em seu mais alto grau de abstração na expressão não do particular, do fenômeno, mas de sua quintessência (“O que a música diz é a impossibilidade de haver mundo, coisas”, diz o narrador de O Palhaço da Boca Verde/Tutaméia); entorpecimento e lucidez, a cantiga amalucada das mãe e filha de Sorôco (Primeiras estórias) inaugura um novo modo de sentir, mais generoso e fraterno. Este artigo versa sobre os resultados de uma pesquisa desenvolvida na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, sob a orientação (no mestrado e doutorado) da Professora Olga de Sá nas áreas de Semiótica e de Literatura acerca das situações envolvendo música na obra do escritor mineiro João Guimarães Rosa.

Matos, Edilene. Manoel Camilo e Jorge Amado: vozes e memórias em fricçãoIn  Matos, Edilene (Ed.) Imaginaires de la voix Brasil

Summary

Uma leitura em paralelo entre textos de Manoel Camilo e Jorge Amado. Marcados pela ocupação de espaços opostos, em contínua tensão, ambos os autores se envolvem complementarmente nos domínios do real e do imaginário. Manoel Camilo, em seu folheto Viagem ao país de São Saruê, concebe um país socialmente concretizado no plano da utopia. Jorge Amado, em A Ronda das Américas, desloca-se, na dimensão cambiante de toda mudança e no duplo sentido de uma viagem real e interior, para redescobrir uma Pan-América insuspeitada, recriada e rediviva nas tradições de seu povo. Suas confissões de viajor dividem-se entre as vozes da memória e as vozes do imaginário, suscitando reflexões para uma compreensão de sua opção estética e ideológica.

Cranmer, David. Introdução: entremez e farça em Portugal e na América portuguesaIn  Matos, Edilene (Ed.) Imaginaires de la voix Brasil
Época colonial | Siglo XIX | Siglo XVIII

Summary

Durante o período de quase 70 anos, desde a década de 1760 até cerca de 1820, as comédias em um ato, designadas por entremez ou farça (sem distinção quanto ao seu conteúdo), constituíram um elemento obrigatório dos espetáculos representados nos teatros populares, não só em Portugal, mas também na América portuguesa. A presença da música era frequente, através de canções e coros ; contudo, a partir da década de 1780, deve-se sublinhar a inclusão de gêneros mais específicos como as modinhas, os lunduns e as seguidilhas. Este texto visa abrir uma janela sobre este fenômeno dramático-musical até agora pouco estudado.

Plural Pluriel. Revue des cultures de langue portugaise
Free numerical version | Semestral | France Plural Pluriel
Online ISSN: 1760-5504
Year of creation: 2008

Publisher: Centre de Recherches Interdisciplinaires sur le monde LUSophone
Address: Université Paris Ouest Nanterre La Défense
Revue Plural Pluriel,
UFR de Langues et Cultures Etrangères - LCE,
Département d'Etudes Lusophones
200, avenue de la République, 92001 Nanterre Cedex

Review summaries

Ceisal Redial © REDIAL & CEISAL. Editorial responsibility: Araceli García Martín - AECID (Madrid, España),
Jussi Pakkasvirta - Ceisal (Helsinki, Finlandia).
Web development: Olivier Bertoncello Data Consulting    Web hosting: CCIN2P3: CCIN2P3