loading...
- - -
América Latina Portal Europeo
REDIAL Red Europea de Información y Documentación sobre América Latina
CEISAL Consejo Europeo de Investigaciones Sociales de América Latina

Simposio 371: "Os ¿brasileiros¿ enquanto agentes de mudança: assistência e poder (séculos XVII-XX)" - ICA 2012

Convocatoria | Austria - Viena
Hasta el 31 de agosto de 2011
Simposio 371: "Os ¿brasileiros¿ enquanto agentes de mudança: assistência e poder (séculos XVII-XX)" - ICA 2012

Simposio para el 54 Congreso Internacional de Americanistas, (Viena, 2012): Os ¿brasileiros¿ enquanto agentes de mudança: assistência e poder (séculos XVII-XX).

Coordinadores: Lobo Marta (Universidade do Minho Braga Portugal); Esteves, Alexandra (Universidade do Minho, Braga, Portugal).

Convocan a los interesados a enviar sus propuestas de ponencias (título, resumen de entre 1.000 a 2.000 caracteres, 3 a 5 palabras clave, nombre del ponente, grado académico e institución de adscripción) a los coordinadores antes del 31 de agosto de 2011.

Además, para formalizar la presentación de la propuesta de ponencia será indispensable enviarla utilizando el formulario en línea en la página del ICA.

Breve fundamentación del simposio: Proposta de Simposio Maria Marta Lobo de Araújo- Universidade do Minho-Portugal – martalobo@ics.uminho.pt Alexandra Esteves-- Universidade do Minho-Portugal – alexandraesteves@iol.pt Resumo: O nosso simposio pretende discutir o impacto dos “brasileiros” na sociedade portuguesa, nomeadamente no que se refere à mobilidade social e às preocupações por eles demonstradas entre os séculos XVII e XX. Os “brasileiros”, isto é, os portugueses emigrantes e regressados do Brasil, quando granjearam fortuna, preocupados com a salvação da alma, mas também com o bem-estar social, deixaram parte ou a totalidade da sua riqueza para promover acções de solidariedade, criando ou incrementando instituições de assistência ou ainda distribuindo ajuda aos mais necessitados. Empurrados pela pressão demográfica e pela pobreza, partiram na esperança de novas oportunidades e de enriquecimento. Radicados inicialmente no Nordeste brasileiro e ligados à grande lavoura e à cana açucareira, fizeram fortuna depois na região de Minas Gerais, Goiás e Matogrosso, onde o ouro e os diamantes desenvolviam a colónia e fascinavam novos emigrantes. Se durante os séculos XVII e XVIII os testamentos evidenciam manifestações de ajuda aos mais necessitados, nos séculos seguintes as preocupações alteraram-se. No século XIX, o volume de “brasileiros” aumentou. Nesse período, os investimentos dos regressados direccionaram-se principalmente para a criação de escolas, asilos, hospitais, aulas públicas, etc. Ao mesmo tempo, transformaram-se em agentes de mudança e de mobilidade social. Os filhos da classe média e mesmo de gente humilde, regressavam com um novo estatuto e operavam profundas transformações nos meios que os viram partir, mas também em outras localidades. Ricos e poderosos, afirmaram o seu poder através da implementação de grandes obras, de gestos de bem-fazer, actos repletos de simbolismo, que os fizeram recordados como grandes beneméritos e agentes de mudança.

Palavras-chaves: mudança, "brasileiros", poder e assistência.

Ceisal Redial © REDIAL & CEISAL. Responsabilidad editorial: Araceli García Martín - AECID (Madrid, España),
Jussi Pakkasvirta - Ceisal (Helsinki, Finlandia).
Desarrollo web: Olivier Bertoncello Data Consulting    Alojamiento web: CCIN2P3